Skip to main content

O Samurai e o Pescador

Você controla suas emoções ou elas controlam você?

Muito tempo atrás, um samurai foi cobrar uma dívida de um pescador que lhe devia já há algum tempo.

– Lamento – disse o pescador -, mas este ano vem sendo muito ruim para mim e devo dizer que não posso lhe pagar agora.

Dono de um pavio curto, o samurai desembainhou sua espada e se preparou para matar o pescador ali mesmo. Pensando rápido, o pescador disse rapidamente:

– Estou estudando artes marciais e aprendi com meu mestre que nunca se deve atacar quando se está dominado pela raiva.

O samurai o encarou por um minuto e, lentamente, baixou a espada.

– Seu mestre é muito sábio – disse calmamente. – O meu mestre me ensinou o mesmo. Às vezes a minha raiva me cega. Darei a você mais um ano para pagar a dívida, mas se faltar um centavo que seja, pode ter certeza de que o matarei sem piedade!

O samurai voltou para casa, aonde chegou tarde da noite, entrou silenciosamente, não querendo acordar a esposa, mas teve um choque ao encontrar duas pessoas na cama, sua mulher e um estranho vestido como samurai.

Numa onda de ciúme e fúria, alçou a espada para matar ambas, mas, de súbito, recordou-se das palavras do pescador:

“Não ataque movido pela raiva”.

O samurai relutou um momento, respirou fundo e fez um ruído deliberado. Imediatamente a esposa acordou, como também o “estranho”, que, na verdade, era a sogra dela.

– O que significa isto? – gritou o marido. – Quase matei vocês duas!

– Ficamos com medo de ladrões – explicou a esposa – e vestimos sua mãe como um samurai para espantá-los.

Passado um ano, o pescador procurou o samurai.

– Tive um ano excelente, por isso aqui está o que lhe devo, mais juros – disse o pescador todo contente.

– Guarde o seu dinheiro – respondeu o samurai. – Você já me pagou sua dívida há muito tempo atrás. Muito obrigado!

Fim!

Muitas vezes, por conta de nossos estados emocionais, agimos sem se quer pensar onde podemos chegar por conta de tal atitude. Seja qual for a emoção, se soubermos controlar, então, seremos dono de nossas atitudes e seguros de que fizemos a coisa certa. E então,

Bora ser feliz?

Márcio Câmara

Ajudo você a ser uma Mulher Segura e a tomar decisões acertadas para viver feliz no amor, no relacionamento, sem medo de ficar sozinha. Também participo do SuperEla, maior portal de empoderamento feminino do Brasil e do ParPerfeito, maior site de relacionamento do Brasil. Bora Ser Feliz?

Comentários no Facebook

Fez sentido para você? Deixe seu comentário. Gracias! ;)

%d blogueiros gostam disto: